Aside

Olha para a cidade reluzente, o amor paira no ar, tento chegar, mas não consigo , deixa-te levar neste turbilhão de emoções, que mais pode acontecer? Olhos brilhantes como uma estrela que paira sobre o ceu nocturno, ilumina-me uma ultima vez, será um adeus? Não sei! Será um até já? Só o tempo o dirá, porque nos agarrarmos a coisas e sensações tão efemeras? Não sei! Não sei como combate-lo, nem sei se o quero combater, a vida é um instante …. 

Advertisements

Aside

Deambulando como um corpo sem alma pelas ruas frias e escuras, procurando algo sem saber realmente o que procura, ser estranho esse que  se deixa levar , não atentando à efemeridade da vida…